quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Amar-te


Gostaria de ler 
Teus pensamentos
Numa corrida infinita
Penetrar teu coração.

Permanecer por muito tempo
Sem sequer perceber
Estar junto a ti
Por dias, meses ou uma estação.

Amar-te tem sido um sonho
Uma realidade infinda
Pergunto- me porque?
Na verdade não quero saber.

Conhecer-te e amar-te
Felicidade ilógica?
Entender pra que.
Mas só amar-te... Amar-te...Amar-te...

E assim ficar a sonhar
O dia de conhecer-te
Meu corpo entregar-te
E a ti pertencer
E em teus braços ficar
Louca de prazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário